AS LEVADAS

 

A Madeira é, antes de mais, conhecida pelas suas levadas:

Um sistema notavelmente inteligente para fazer descobrir este paraíso insular aos passeantes de todos os níveis e de todas as idades.

 

 

DEFINIÇÃO:

As "levadas" são canais da irrigação, mais ou menos largos, duma profundidade de 50cm, que percorram mais de 2150 km através da ilha. Servem a alimentar as aldeias em água e a irrigar as culturas e as plantações. Constituem um dos elementos mais rico do património cultural da Madeira e mostram como a intervenção do homem se harmoniza com a natureza sem causar danos aos eco sistemas.

 

A rede das "levadas" é um trabalho impressionante e discreto que se harmoniza perfeitamente com o ambiente natural circundante.

 

HISTORIA:

A história das levadas começa a chegada dos colonos. As primeiras foram construídas no século 15. No começo, estes canais eram de distância muito curta, compostas de placas enormes de madeira em forma de regueira. Com o aumento das necessidades de água, para a irrigação dos campos de cana-de-açúcar e dos vinhedos, as levadas foram desenvolvidos e aperfeiçoadas graças a umas técnicas mais certas (a alvenaria substituindo a madeira).

 

As novas levadas são construídas em betão e as antigas são renovadas. São a prova de um trabalho intensivo e doloroso erigido por diversas gerações. De facto estas levadas foram estabelecidas pela força do homem que usava ferramentas rudimentares. Trabalhavam as vezes, suspendidos a cabos atados a troncos de árvores ou ao cimo das rochas.

 

ACTUALMENTE:

    As levadas permanecem regos estreitos onde a água corra lentamente e pacificamente em declive suave, evitando assim perdas de água por evaporação. São acompanhados quase sempre por veredas paralelas que se tornam mais ou menos estreitas consoante o relevo, não deixando as vezes espaço para posar o pé. Paradoxalmente e em determinados lugares, as veredas são tão largas que se assemelham a aleias. Algumas são protegidas pela urze que tranquiliza o passeante, em outras o abismo surge. Atravessando-as, descobrirá ao mesmo tempo lugares majestosos, virgens e paisagens agrícolas, e principalmente a sumptuosa "LAURISSILVA", a mais importante floresta de loureiros na Europa e declarada património mundial pela UNESCO em 1999.

 

SENSAÇÕES FORTES GARANTIDAS!!!

 

Cuidado: Se for fazer uma excursão, a nossa reflexão pode parecer-lhe "tonta" mas muitos "anormais" (desculpa o termo) vão sem ser equipado. Bons sapatos de caminhada, roupa quente e de chuva, uma lâmpada eléctrica, um saco com água e um lanche são essenciais para a vossa saúde e a sua segurança. Nunca vai para a montanha sem avisar alguém dos seus familiares ou da recepção do seu hotel. Os telefones portáteis nem sempre têm rede.

 

 

Índices     Introdução     Geografia     Fauna/Flora     Levadas     História     Cultura    Gastronomia
Fotos     Mapa    Lazeres     Vida nocturna     Alojamento     Informações     Contactos
 
Google